• O teorema dos meus exs



    Motivado por Thank u, Next da Ariana Grande, eu senti uma necessidade imensa de escrever esse texto. Antes de tudo eu sei que sumi do blog e esse não é o come back que eu estava sonhando em fazer (risos), mas acontece que a inspiração bateu e eu não podia deixar ela passar. Quero deixar claro que isso daqui não é uma carta de ódio muito menos um ataque a ninguém, mas acho legal dar logo um fim em todos os textos de amor que vocês já leram por aqui

    Nesses quase quatro anos de blog, eu me apaixonei diversas vezes, óbvio. E pra começar teve aquele canceriano que passou alguns meses do meu lado. Juro que eu achei que ele era o amor da minha vida, até que ele me convidou para irmos numa festa e esperou eu ir embora dessa mesma festa para me trair. Lembro que na época fiquei bem chateado, mas hoje em dia eu não sei se tenho mais pena do caráter dele ou das pessoas que ficaram com ele mesmo tendo nos visto juntos a noite toda. Mas pelo menos ele foi sincero e me contou tudo, acho que isso merece uma credibilidade, né? Ou não... Decidam aí porque não sou capaz de opinar about that!

    E vocês já ouviram aquela história de que tem o amor DA sua vida e o amor PRA sua vida? Então, eu sou a prova viva de que isso é verdade, porque logo depois do canceriano traidor veio o cara que eu mais amei. Nunca tivemos nada oficializado, nosso relacionamento era uma bagunça sem fim, mas também eu não poderia exigir muito de um geminiano. Tenho certeza que ele é (ou foi) o amor da minha vida por me marcar em vários aspectos. Todos os textos de bad que eu já escrevi foram sobre ele e toda essa história me deixou no fundo do poço, mas aí eu me reergui e hoje em dia, depois de algum tempo afastados, até nos falamos algumas vezes, o que me preocupa, porque eu sei que se ele falar vem eu provavelmente vou. #TheHeartWantsWhatItWants

    Teve um também que não chegamos a ter nada além de uma noite, mas ele definitivamente merece um destaque por todo o conflito que ele gerou. Não sei vocês, mas eu não vejo problema em pegar ex de amigo sem saber que é ex de amigo. Pois foi isso que aconteceu, eu não sabia de nada porque eles terminaram antes de eu conhecer meu amigo, mas a pior parte nisso tudo era que o ex sabia que éramos amigos, tá dando pra entender? E a parte mais engraçada é que quando contei do meu novo boy pro meu amigo, ele me contou a tour toda e foi falar com o ex. Ainda saí como errado e no fim fiquei sem o boy e sem o amigo.

    Pra finalizar, não posso deixar de falar do cara que às vezes era ela mas que, pra mim, no fundo sempre foi ele mesmo quando era ela. Ele ainda é o meu dilema, já que uma parte de mim já decidiu desistir dele enquanto a outra insiste para que eu continue tentando até conseguir. O que mais me conforta em relação a ele é saber que dentre todos que eu citei, ele é de longe o único que eu consigo ter um bom relacionamento independente do que tenha rolado e acho que isso se deve à toda a sinceridade dele de sempre deixar claro pra mim que ele não presta e/ou que não era o tipo de cara pra mim. Única coisa sobre ele que eu tenho certeza é que ele é um dos amores PRA minha vida e que sempre vou ser grato por ter o conhecido muito além dos cílios postiços.

    Fim. Acabou. The end. A biblioteca está oficialmente fechada, como diria Mama Ru em RuPaul's Drag Race. Aqui está o final de todas as tours amorosas que vocês acompanharam durante esses anos de blog, me sinto até mais aliviado por finalmente colocar um ponto final digno em cada uma delas. Obviamente não vou falar quem é quem muito menos qual texto foi pra cada um deles, mas quem é sabe e isso que importa. Um beijo e é isto, que venha o próximo.