• O que eu quero é tudo que você não é



    Oi, tudo bem? Faz tempo que eu não escrevo pra você, mas queria te dizer que te amei pra caralho, enquanto você só me provou que a escrotidão tem nome, endereço e agora, tem até telefone. Você sabia bem de tudo o que eu tinha guardado no meu peito para você, mas mesmo assim, continuou apenas me alimentando com a ilusão de que futuramente eu poderia ficar junto de ti.

    Se eu for parar e analisar todas as vezes que fiquei refém da ilusão na minha vida, essa sem dúvidas foi a pior, simplesmente por que me iludi com uma coisa que nunca aconteceu. Desisti disso mais de dez vezes, mas você sempre me fazia acreditar de novo. Fui magoado, machucado, abandonado... Não acredito que fui trouxa o bastante para tolerar toda essa dor.

    Mas acontece que hoje eu não choro mais antes de dormir, porque eu finalmente aceitei que nós vivemos em uma via de mão única que eu eu insistia em atravessar na contra mão. Hoje eu também acho graça de tudo que já passamos, mas qual era sua desculpa esfarrapada mesmo? Medo? Insegurança? Ah não, todas as vezes você quis se afastar por que estava me fazendo mal sem eu nem se quer saber. ~pausa dramática~

    Acho uma sacanagem eu sempre me entregar por inteiro, pra chegar um guri do nada e me fazer parecer a pior pessoa do universo, isso sem contar que a sua escuridão era a minha única fraqueza, só que tudo isso só foi mais uma profunda distração sem sentido. Mas pelo menos foi essa distração que me ajudou a despertar o meu lado racional e ser um pouco mais escuro, deixando a minha luz exalar somente pra quem realmente merece ser iluminado por ela.

    Depois dessa bagunça, eu só quero alguém que me trate bem, porque eu preciso de respeito, preciso de amor e nada pode interferir nisso. Eu não vou soletrar para você e se você não conseguiu ver isso tudo durante todos esses anos, é por que você realmente não me merecia. E agora que eu rasguei as todas 1095 páginas do nosso livro, finalmente consigo respirar e perceber que o que eu quero é tudo o que você não é.