• No caso de você voltar



    De acordo com o dicionário, desistir não é nada além do que abrir mão de alguma coisa, seja ela importante ou não. Quando eu decidi desistir de você, era isso que eu sabia, ninguém nunca me contou o quanto isso seria difícil. Difícil não, acho que complicado é a palavra certa, por que eu juro que consigo desistir numa boa, até aparecer alguma coisa que me faça pensar em você e é aí que todo o meu esforço pra por a desistência em prática vai por água abaixo. Pra ser bem sincero, dá um medo danado pensar num recomeço e, por mais que a gente acabe nos esquecendo da mesma forma que esquecemos notinhas no bolso de uma calça jeans, acho que meu maior desafio nisso tudo vai ser colocar um ponto final onde eu queria recolocar reticências.

    Olha, pode até parecer que não, mas eu sei que seguir essa viagem com uma mala lotada de coisas que eu não consigo me desfazer vai ser quase impossível. E quando eu tomei a decisão de desistir de você, eu sabia que talvez precisasse me reinventar do zero por que desde o 17 eu nunca mais me vi como eu realmente sou, então por favor, entenda que eu vou ficar aqui sem você e que você vai partir sem mim, por que preciso saber o que é ter saudade de você e voltar a rotina que eu tinha de sentir a tua falta, já que essa carência com urgência de amar que eu sinto me confunde na maioria do tempo.

    Eu possivelmente não estarei contigo no seu próximo aniversário, nem no role com os seus amigos, muito menos no próximo final de ano. Aliás, eu também não serei o primeiro a te beijar com gosto de cerveja quando o céu estiver brilhando com os fogos anunciando a chegada de 2018. Mesmo assim, eu desejo do fundo do meu coração que você tenha muitos motivos pra sorrir e sonhos pra comemorar. Mas se por um acaso uma lembrança de nós dois passar vagamente pela sua cabeça ou quem sabe até despertar uma saudade que estava adormecida no teu peito, não me ligue e nem mande uma mensagem, por que um dia terei que esquecer tudo isso e agir como se nada tivesse acontecido, só que eu ainda não consigo, por isso guardo nossas memórias no meu iCloud no caso de você voltar por que não achou o que estava procurando ou no caso de você sentir falta do que teve antes.

    No fim, o pior disso tudo é que eu fui forte o suficiente pra desistir mas agora estou fraco demais ao ponto de precisar de você. Você ainda desperta minha vulnerabilidade e me faz ter crises entre uma madrugada e outra. Preciso esquecer a minha mania de entrar no seu Twitter e ficar rindo dos seus RT's bestas. Preciso esquecer o jeito que você revirava os olhos quando eu te olhava fixamente no meio de uma conversa. Preciso esquecer como você ficava lindo quando sorria olhando pro céu me fazendo acreditar naquele momento. Preciso esquecer que mesmo o mel sendo bom nem sempre a abelha volta. Preciso esquecer aquele quarto, aquela noite, aquele beijo, aquele abraço... Preciso!

    Porém, se algum dia você se olhar no espelho sentir falta dos meus braços em volta da sua cintura, eu te digo que você pode me amar novamente, só não sei se depois de tanto tempo eu ainda vou estar preso nesse amor mal resolvido que me faz pensar que gostar de você seja o meu pior castigo, por que eu não aguento mais conviver com a sensação de saber que deixei de ser seu. Ou com a sensação de saber que nunca fui.